sexta-feira, 21 de maio de 2010

OS PAÍSES AFRICANOS DE EXPRESSAO PORTUGUESA





Oi pessoal,

Atividade.- Vamos ler o texto abaixo para obter alguma informacao acerca dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, cujo acrónimo é PALOP. Depois naveguem pela internet para buscar mais informacao acerca da cultura desses países e enviem sua contribuicao ao blog.

PALOP é um grupo formado por seis países lusófonos africanos formado em 1996. Cinco dos membros foram colónias de Portugal em África, que obtiveram a independência entre 1974 e 1975. O outro é a Guiné Equatorial, que em 2007 adoptou o português como língua oficial.

Estes países, que se encontram organizados na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), vêm firmando protocolos de cooperação com vários países e organizações nos campos da cultura, educação e fomento, preservação da língua portuguesa e outros. Um exemplo é o Projecto Apoio ao Desenvolvimento do Sistema Judiciário PIR PALOP, cofinanciado pelo Governo Português e pela União Europeia.

Angola é um país da costa ocidental da África, cujo território principal é limitado a norte e a leste pela República Democrática do Congo, a leste pela Zâmbia, a sul pela Namíbia e a oeste pelo Oceano Atlântico. Angola inclui também o enclave de Cabinda, através do qual faz fronteira com a República do Congo, a norte. Para além dos vizinhos já mencionados, Angola é o país mais próximo da colónia britânica de Santa Helena. Uma antiga colónia de Portugal, foi colonizada no século XV, e permaneceu como sua colónia até à independência em 1975. O primeiro europeu a chegar a Angola foi o explorador português Diogo Cão. Sua capital e maior cidade é Luanda.

Apesar da maior parte da população viver em pobreza, o país é o segundo maior produtor de petróleo e exportador de diamante da África Subsaariana. Segundo o Fundo Monetário Internacional, mais de US$ 4 bilhões teriam sumido da tesouraria de Angola na década de 2000. Em 2000 foi assinado um acordo de paz com a FLEC, uma guerrilha que luta pela secessão de Cabinda e que ainda está ativa. Daquela região sai aproximadamente 65% do petróleo de Angola.

Cabo Verde é um país africano, arquipélago de origem vulcânica, constituído por dez ilhas. Está localizado no Oceano Atlântico, a 640 km a oeste de Dacar, Senegal. Outros vizinhos são a Mauritânia, a Gâmbia e a Guiné-Bissau, ou seja, todos na faixa costeira ocidental da África que vai do Cabo Branco às ilhas Bijagós. Curiosamente, o cabo Verde que dá nome ao país não se situa nele, mas a centenas de quilômetros a leste, no Senegal.

Foi descoberto em 1460 por Diogo Gomes ao serviço da coroa portuguesa, que encontrou as ilhas desabitadas e aparentemente sem indícios de anterior presença humana. Foi colónia de Portugal desde o século XV até sua independência em 1975.


A Guiné-Bissau é um país da costa ocidental de África que se estende desde o cabo Roxo até à ponta Cagete. Faz fronteira a norte com o Senegal, a este e sudeste com a Guiné-Conacri (ex-francesa) e a sul e oeste com o oceano Atlântico. Além do território continental, integra ainda cerca de oitenta ilhas que constituem o arquipélago dos Bijagós, separado do Continente pelos canais do rio Geba, de Pedro Álvares, de Bolama e de Canhabaque.

Foi uma colónia de Portugal desde o século XV até à sua independência, em 1974. Atualmente faz parte da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), das Nações Unidas, dos PALOP e da União Africana.

A Guiné Equatorial é um país da África ocidental, dividido em três territórios descontínuos, um continental e os restantes insulares. A norte, no Golfo da Guiné, a ilha de Bioko é o território mais importante e alberga a capital do país, Malabo. O vizinho mais próximo é os Camarões, a nordeste, seguindo-se a Nigéria, a noroeste, Rio Muni, a sueste, e São Tomé e Príncipe, a sudoeste. O segundo território é a parte continental do país, Rio Muni, encravado entre os Camarões, a norte, o Gabão a leste e sul e o Golfo da Guiné a oeste. Partes deste território estão mais próximas de São Tomé e Príncipe do que de Bioko. Finalmente, a sudoeste, a pequena ilha de Ano Bom completa o país, tendo como vizinhos mais próximos São Tomé e Príncipe, a nordeste, e o Gabão a leste.

O presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, decretou que o português seria uma das línguas oficiais, ao lado do espanhol e do francês, condição prévia para poder entrar na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O país deseja ainda o apoio dos oito países membros (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) para difundir o ensino da língua portuguesa no país, para formação profissional e acolhimento dos seus estudantes pelos países da comunidade lusófona.

A Guiné Equatorial tem ainda o maior PIB per capita do continente africano, embora o seu IDH seja médio (0,719).

Moçambique é um país da costa oriental da África Austral, limitado a norte pela Zâmbia, Malawi e Tanzânia, a leste pelo Canal de Moçambique e pelo Oceano Índico, a sul e oeste pela África do Sul e a oeste pela Suazilândia e pelo Zimbabwe. No Canal de Moçambique, tem vários vizinhos, as Comores, Madagáscar, a coletividade departamental francesa de Mayotte, o departamento francês da Reunião, e as ilhas Juan de Nova, Bassas da Índia e Ilha Europa do distrito Ilhas Esparsas das Terras Austrais e Antárticas Francesas.

Esta antiga colónia e província ultramarina de Portugal, teve a sua independência a 25 de junho de 1975. Faz parte da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), da SADC, da Commonwealth, da Organização da Conferência Islâmica e da ONU. Sua capital e maior cidade é Maputo.


São Tomé e Príncipe é um estado insular localizado no Golfo da Guiné, composto por duas ilhas principais (São Tomé e Príncipe) e várias ilhotas, num total de 964 km², com cerca de 160 mil habitantes. Estado insular, não tem fronteiras terrestres, mas situa-se relativamente próximo das costas do Gabão, Guiné Equatorial, Camarões e Nigéria.

As ilhas de São Tomé e Príncipe estiveram desabitadas até 1470, quando os navegadores portugueses João de Santarém e Pedro Escobar as descobriram. Foi então, uma colónia de Portugal desde o século XV até sua independência em 1975. É um dos membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

5 comentários:

  1. Os países de expressão portuguesa

    Falar de África de expressão portuguesa, é falar de tudo isto em escala aumentativa: a guerra que se prolonga em Angola há quarenta anos, as catástrofes naturais que assolam Moçambique, as minas antipessoal que diariamente estilhaçam vidas inocentes nestes dois países, o subdesenvolvimento económico e social da Guiné Bissau e S. Tomé e Príncipe, o conformismo dos seus povos resignados com a condição de serem dos mais pobres do mundo.

    Cabo Verde, decerto o menos favorecido de todos em recursos naturais, tem demonstrado uma admirável capacidade de superação desta desvantagem, apresentando-se no contexto africano como uma das democracias mais estáveis e com um dos desenvolvimentos mais sustentados.

    É neste contexto difícil, de dureza extrema, que vivem muitos milhares de pessoas cegas que se expressam em português. Não é possível escrever sobre as suas vidas, como adaptam as desvantagens das suas deficiências a condições tão adversas.

    Fuente:
    http://www.gesta.org/gesta01/artigo06.htm

    ResponderExcluir
  2. Cara Guadalupe,

    Quero agradecer-lhe sua valiosa contribuicao, estava esperando as dos seus colegas, mas vamos ver se depois enviam.

    Noemí Alfaro

    ResponderExcluir
  3. Cara Noemí, todos os colegas están muito ocupados. Eles enviaram depois

    Até logo

    ResponderExcluir
  4. Olá amigos!
    Eu sou muito contente de praticar e português com todos vocês.
    É muito maravilhoso conhecer novas culturas e lugares onde falam português.
    Muito obrigada professora Noemi.
    Eu quero estudar, mas lá língua estrangeira de Brasil.
    Eu sou Gaby!
    Olá amigos!
    Eu sou muito contente de praticar e português com todos vocês.
    É muito maravilhoso conhecer novas culturas e lugares onde falam português.
    Muito obrigada professora Noemi.
    Eu quero estudar, mas lá língua estrangeira de Brasil.
    Eu sou Gaby!

    ResponderExcluir
  5. Aqui pra voces, três poemas de Mia Couto.

    Nascido António Emílio Leite Couto (Beira, 5 de Julho de 1955), é um escritor moçambicano, filho de portugueses que emigraram a Moçambique nos meados do século XX.

    POEMA DA DESPEDIDA

    Não saberei nunca
    dizer adeus

    Afinal,
    só os mortos sabem morrer

    Resta ainda tudo,
    só nós não podemos ser

    Talvez o amor,
    neste tempo,
    seja ainda cedo

    Não é este sossego
    que eu queria,
    este exílio de tudo,
    esta solidão de todos

    Agora
    não resta de mim
    o que seja meu
    e quando tento
    o magro invento de um sonho
    todo o inferno me vem à boca

    Nenhuma palavra
    alcança o mundo, eu sei
    Ainda assim,
    escrevo.

    SER,PARECER

    Entre o desejo de ser
    e o receio de parecer
    o tormento da hora cindida

    Na desordem do sangue
    a aventura de sermos nós
    restitui-nos ao ser
    que fazemos de conta que somos.

    PARA TI

    Foi para ti
    que desfolhei a chuva
    para ti soltei o perfume da terra
    toquei no nada
    e para ti foi tudo

    Para ti criei todas as palavras
    e todas me faltaram
    no minuto em que falhei
    o sabor do sempre

    Para ti dei voz
    às minhas mãos
    abri os gomos do tempo
    assaltei o mundo
    e pensei que tudo estava em nós
    nesse doce engano
    de tudo sermos donos
    sem nada termos
    simplesmente porque era de noite
    e não dormíamos
    eu descia em teu peito
    para me procurar
    e antes que a escuridão
    nos cingisse a cintura
    ficávamos nos olhos
    vivendo de um só olhar
    amando de uma só vida.

    ResponderExcluir